Resposta Pública e Recepção Crítica de Naruto

A série Naruto se tornou popular tanto no Japão quanto nos Estados Unidos. As respostas esmagadoras das pessoas e a demanda por quadrinhos podem ser vistas em termos de suas vendas. No Japão, mais de 71 milhões de cópias foram vendidas do volume 36 e o ​​volume 43 vendeu 1,1 milhão de cópias durante 2008, tornando-se o nono quadrinho mais vendido do Japão. No primeiro semestre de 2009, foi classificado como o 3º mangá mais vendido do Japão, tendo vendido 3,4 milhões de cópias. O volume 45 ficou em 5º lugar com 1,1 milhão de cópias vendidas, enquanto o volume 46 ficou em 9º lugar, tendo vendido 864.708 cópias e o volume 44 em 40º lugar.

Altos e baixos podem ser vistos em todos os lugares. Esta série também recebeu elogios e críticas de vários revisores. AE Sparrow da IGN observou como alguns volumes de mangá se concentram apenas em certos personagens, a ponto de aumentar o número de fãs. Ele ficou impressionado com a forma como Kishimoto consegue fazer combinações notáveis ​​de cenas de luta, comédia e boa arte. A revista de anime e mangá Neo sente que o personagem de Naruto é irritante, mas ao mesmo tempo sente que a série tem um vício doentio em seu nível de caracterização. Carl Kimlinger da Anime News Network (ANN) gostou muito dos designs dos personagens. Ele também observou como mesmo o “personagem mais pateta” pode agir “muito legal” quando luta. Ele também elogiou a forma como as batalhas acontecem e quão emocionante acaba sendo no final.

As cenas de luta e os adversários da série despertam o interesse dos leitores e espectadores. A arte de Kishimoto também foi comentada por Lugo, pois torna a história dramática e emocionante. O início da Parte II foi elogiado em outra revisão por Casey Brienza da ANN. Ela observou o quão bem os personagens foram desenvolvidos, pois tinham novas aparências e habilidades.



Source by Aleem Asghar

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.